PUB

Xarém com Amêijoas

Xarém

Frequentemente o Xarém (termo árabe que designa “papas de milho” ou farinha de milho), não tem Gluten, no entanto contêm amido, logo para as dietas temos de ter cuidado que engorda, mas como é saudável podemos comer substituindo as massas/arroz/batatas.

A farinha de milho ao contrário do que a maioria das pessoas pensa é das farinhas mais saudavéis que pudemos consumir.
A base são umas papas de milho, um ingrediente fácil de cozinhar e de preço acessível, mas o verdadeiro segredo são os temperos e acompanhamentos, que podem ser à medida do apetite, do gosto e do bolso de cada um.

Há xárem rico e pobre, o primeiro a fazer jus ao título, incrementado por diversos sabores e acolitado com variados acompanhamentos. Veja-se a suculência de um aromatizado com coentros e sabores da Ria Formosa.

Renato Costa, historiador e investigador da história da alimentação elege o xarém como uma das “receitas intemporais do Algarve”.

Uma curiosidade histórica: o xarém ou papas mouras tomaram este nome, não porque façam parte da ementa muçulmana. A culpa de tal designação é originária do aparelho de moagem, no caso uma mó manual, usada para fazer a farinha de milho, que para este prato não dever ser demasiado fina.

Usava-se portanto o xarém, este sim, um artefacto da cultura islâmica.

Ingredientes:
1 kg de amêijoas
100 g de bacon (ou, ainda mais tradicional, de toucinho de porco ibérico)
100 g de chouriço
150 g de presunto
1 dl de vinho bramco
150 g de farinha de milho
Sal e pimenta q.b.

“Um Olhanense passava muito bem para onde fosse Com um prato de xarém e uma batatinha doce” Ditado Popular

Comentários
PUB

Veja também

Festa em Honra de Nossa Senhora dos Navegantes – Ilha da Culatra 2022

2022 será a primeira Festa em Honra de Nossa Senhora dos Navegantes da Ilha da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PUB