PUB

Olhão: Os ‘moços’ da terra cantam para todos no dia do Município

Concertos de Viviane e da banda Íris, a peça “Mê Menine, e o tê pai?” do grupo de teatro A Gorda, desfile etnográfico para recordar as raízes, a festa dos 3 anos da biblioteca e até um passeio no caíque Bom Sucesso, tudo para festejar o Dia do Município.

A banda de Domingos Caetano vai tocar ao palco do Jardim Pescador Olhanense no dia 15, abrindo as festividades, e no dia 16 será a vez de Viviane. Os dois espetáculos têm início às 22h15.

Para o dia 18 de Junho, está reservado o espetáculo do grupo de teatro A Gorda, que repõe a peça revisteira “Mê Menine, e o tê pai?”, com interpretações de João Evaristo e Joaquim Parra, com início às 22h00. Estão garantidas “as partes” e as piadas críticas num cerrado sotaque à moço d’Olhão.

Funcionários distinguidos

Os atos oficiais das comemorações incluem a Sessão Solene no Salão Nobre dos Paços do Concelho a 16 de Junho (12h00), altura em que serão distinguidos os funcionários camarários com 25 anos de serviço e atribuídas outras medalhas.

Antes, há foguetório e arruada pela Fanfarra dos Bombeiros Municipais de Olhão, bem como a homenagem aos Heróis da Restauração de 1808.

Na tarde de 17 de Junho, o Agrupamento de Escolas EB 2,3 João da Rosa, promove por sua vez uma Mostra de Trajes e Acessórios alusivos àquela data histórica, em que os olhanenses se revoltaram contra as tropas de primeira invasão das tropas napoleónicas, revolta que culminou com o combate na ponte de Quelfes e na qual as mulheres de Olhão foram figuras de destaque.

Biblioteca celebra terceiro aniversário

A Biblioteca antecipa para dia 15 a celebração do seu 3º Aniversário, que coincide com o dia do Município, com uma festa que de manhã é dedicada aos mais novos à tarde se dirige ao jovens e à noite aos adultos.

A partir das 10h00 há Hora do Conto Especial, com muitas brincadeiras para os mais pequenos que deverão ir acompanhados de um adulto. As inscrições podem ser feitas pelo telefone289 700 430.

Por sua vez o ‘BiblioPaper’ arranca às 14h30 e podem jogar as crianças dos 8 aos 12 anos que também precisam de se inscrever previamente pelo mesmo telefone ou através de mail aqui.

O Clube de Leitura da Biblioteca vai também juntar-se à festa com uma sessão de leitura contínua em voz alta, relembrando textos que “fazem parte da memória coletiva de todos os olhanenses, redescobrindo, assim, gentes e costumes da sua terra”, segundo garantem os organizadores.

O Elos Clube de Olhão associa-se igualmente às comemorações do Dia da Cidade, com uma sessão cultural a realizar no dia 25 de Junho de 2011, pelas 16h00, no Auditório da Biblioteca (antigo Hospital), subordinada ao tema “Exaltação a Olhão, figuras e factos da História local”.

Um convite à Liberdade e à aventura no Auditório

Não fará parte das comemorações oficiais, mas coincide com os dias de festa e na noite de 17 de Junho, às 21h30, o Teatro da Garagem apresenta no Auditório Municipal de Olhão a peça Snapshots, com texto e encenação de Carlos J. Pessoa, onde se tenta fazer uma aproximação do que é a fotografia, num convite à liberdade e à aventura.

Com texto, encenação e conceção plástica de Carlos J. Pessoa e dramaturgia de David Antunes, “Snapshots” conta com as interpretações de Ana Palma, António Banha, Carolina Sales, David Cabecinha, Dinis Machado, Fernando Nobre, José Neves, Maria João Vicente, Miguel Mendes, Nuno Nolasco, Nuno Pinheiro e Tiago Lameiras.

O cenário é o estúdio da fotógrafa Miss Mara, envolta num longo casaco à Corto Maltese, o grande aventureiro da banda desenhada. Trata-se um ecrã negro que ocupa o fundo de cena onde são projetados materiais videográficos, enquanto o chão é uma piscina de fotografias.

Todo o espaço da cena é atravessado diagonalmente por um trampolim com cerca de um metro de altura e cada cena tem, do ponto de vista da história que conta, autonomia própria, podendo ser lida independentemente das outras. Contudo, cada uma delas principia e acaba, ordenando o sentido que transmite aos espectadores.

Miss Mara anda sempre com uma máquina fotográfica e dispara sem olhar – porque é a mão que vê – e tenta construir realidades ficcionais a partir do material fotográfico e cénico disponível.

Da cidade à Ria, a bordo do caíque Bom Sucesso

Igualmente fora do programa oficial estão as Rotas do Património que desta vez propõem um passeio no Caíque Bom Sucesso pela Ria Formosa, no dia 18 com partida às 9h30. O ponto de encontro é no Museu da Cidade, no Edifício do Compromisso Marítimo.

O passeio é gratuito mas a inscrição é obrigatória, a realizar até 4 dias antes do passeio, no Museu da Cidade de Olhão e limitada à lotação da embarcação.

A organização aconselha os participantes a levar água e merenda e a usar de vestuário e calçado cómodo. O passeio poderá ser cancelado, caso se verifiquem condições climatéricas adversas.

 

Comentários
PUB

Veja também

Festival do Marisco 2019 – Programa principal

O maior festival de marisco em Portugal é o Festival de Olhão. Na semana do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB