Olhão na Bolsa de Turismo de Lisboa 2019

O Município de Olhão voltou a marcar presença na edição de 2019 da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorreu de 13 a 17 de Março de 2019 na FIL, onde deu a conhecer aos milhares de visitantes os factores diferenciadores do concelho em termos turísticos, com destaque para apresentação do projecto de percursos pedestres “Aqui tão perto”.

Com o objectivo de acompanhar as novas tendências do turismo, proporcionar a quem visita Olhão uma experiência de aprendizagem e despertar o interesse sobre o património cultural e natural do concelho, o Museu Municipal de Olhão – Edifício do Compromisso Marítimo tem vindo a implementar no terreno a iniciativa “Aqui tão perto”, que contempla um conjunto de percursos pedestres e culturais, que se estendem por todo o concelho.

Nesta vertente do projecto, o Museu Municipal propõe um conjunto de 6 percursos temáticos, que dão a conhecer a riqueza, a história e o património de Olhão.

A título de exemplo, ficam dois dos percursos propostos:

Caminho dos Romanos e Cerro da Cabeça (Moncarapacho Fuseta)

Percurso tem torno das localidades de Moncarapacho e Fuseta, percorrendo alguns troços de calçada romana, datadas entre os Séc. I e II d.C., que serpenteiam por entre um conjunto de flora e fauna exuberante. Sempre visível, está o Cerro da Cabeça, palco das mais intrigantes lendas algarvias e importante marco do barrocal algarvio, devido às suas formações cársicas, que proporcionam um ambiente único para observação de uma grande quantidade de espécies animais, que o tornam um geomonumento de relevo no contexto algarvio.

Caminho da Água (Pechão)

Percurso que traz à reflexão a importância da água como fonte de vida e de fixação das populações. O concelho de Olhão, pela sua natureza geológica, é muito rico em recursos hídricos, que se traduz na profusão de captações existentes um pouco por todo o território. Este percurso estende-se paralelamente à ribeira de Belamandil, principal fonte de abastecimento de outrora. Ao longo deste percurso, podemos observar alguns engenhos como, por exemplo, a Fonte Velha, a Fonte Nova, o Poço do Lagar, ou o Poço da Amendoeira.

Diz-se de Olhão que é ‘uma terra que se deita sobre o mar, abraçada ao barrocal. De facto, o concelho é fértil no que diz respeito à riqueza das paisagens, que vão do barrocal ao litoral, passando, não esqueçamos, pela serra, o que nos confere uma multiplicidade ímpar em termos de diversidade paisagística e biodiversidade”, sublinhou o presidente da autarquia, António Miguel Pina, na Bolsa de Turismo de Lisboa.

É essa riqueza que queremos partilhar com quem nos visita, e a quem convidamos a descobrir que a beleza e os atractivos do concelho não se esgotam na faixa litoral”, concluiu o autarca.

O Município de Olhão aproveitou ainda o maior certame nacional de turismo para apresentar a profissionais e público em geral o cartaz da edição de 2019 do Festival do Marisco, que 18este ano decorre de 9 a 14 de Agosto de 2019, e traz a Olhão Matias Damásio, que convida Aurea, HMB, Tributo aos Queen, Paula Fernandes, Ludmilla e Resistência.

Comentários

Veja também

Olhão com balanço positivo na BTL

Correu da melhor forma a edição de 2017 da BTL – Bolsa de Turismo de ...