PUB

Marisco e música voltam a ser a receita de sucesso em Olhão

26.º Festival do Marisco realiza-se entre 10 e 15 de agosto

O “melhor marisco que existe” e “música de qualidade” voltam a ser a receita de sucesso para mais um Festival do Marisco. A 26.ª edição do evento decorre entre 10 e 15 de agosto, no Jardim Pescador Olhanense, em Olhão.

A iniciativa foi apresentada na passada sexta feira, nos paços do concelho de Olhão, em cerimónia presidida pelo autarca local, Francisco Leal, na companhia dos responsáveis da empresa municipal Fesnima, do executivo socialista e do vereador social-democrata, Alberto Almeida.

“Mais uma vez, esta 26.ª edição promete ser um êxito. É um evento que faz parte das férias de muitos portugueses e também de estrangeiros, especialmente espanhóis. Passam uma noite junto à ria, comem o melhor marisco que existe e ouvem música de qualidade”, resumiu o edil olhanense.

Sapateiras, amêijoas, ostras, camarões, lavagantes, cataplanas, lagostas e outros mariscos e bivalves da Ria Formosa são consumidos em grande escala durante os seis dias de evento, em toda a sua variedade e cozinhados de forma tradicional.

Francisco Leal frisou que, na história de mais de duas décadas do festival, não há registo de “problemas do foro alimentar que afetassem a saúde das pessoas”, sustentando que a câmara procura sempre “a qualidade máxima” em termos de segurança alimentar.

O presidente da Câmara de Olhão recordou ainda que o festival de 2011 coincide com a candidatura do xarém com conquilhas a Maravilha da Gastronomia Nacional. Trata-se, aliás, do único prato algarvio entre os finalistas. Os vencedores são anunciados em setembro.

O valor da entrada no festival, cujas portas abrem diariamente às 19:30 horas, mantém-se “inalterado” em relação ao último ano.

Os bilhetes (8 euros para o público em geral; 3 euros para jovens dos 7 aos 12 anos e grátis para menores de 6 anos) estão à venda nas bilheteiras do recinto, entre 10 e 15 de agosto, e no centro comercial Ria Shopping, já a partir da próxima sexta feira, 5.

“Os ingressos estão ao alcance de qualquer bolsa”, disse Francisco Leal. Quanto ao orçamento do evento, desceu cerca de 10%, para 570 mil euros. “Houve alguma contenção orçamental, optimizando recursos e meios”, afirmou o administrador da Fesnima, Vítor Lopes.

O líder da câmara de Olhão voltou a lamentar a inexistência de apoios por parte do «Allgarve» e acrescentou que a componente «Allgarve Gourmet» “foi dispensada, porque as suas características diferem do formato do evento”, explicou.

Cartaz com “os melhores artistas nacionais”

Além do marisco, o público procura o Festival do Marisco também pelo cartaz musical que todos os anos é apresentando, “que agrada a tudo e a todos, por ser diferenciado e dirigido a públicos-alvo distintos”.

No primeiro dia de festival (10), sobem ao palco os Queen on Fire, um grupo musical que presta tributo à banda liderada por Freddie Mercury, no ano em que passam 40 anos sobre a fundação da banda e 20 anos da morte do músico.

Seguem-se os três grandes destaques portugueses do cartaz – Xutos & Pontapés (11), Pedro Abrunhosa (12) e Tony Carreira (13). O projeto nacional Ar de Rock sobe ao palco dia 14, antes de o festival encerrar com o forró brasileiro dos Calcinha Preta.

 

 

 

Por Edgar Pires

In http://www.regiao-sul.pt

Comentários
PUB

Veja também

Museu comemora Dia Internacional da Juventude com passeio no caíque

Assinala-se esta Quinta-feira, dia 12 de Agosto de 2021, o Dia Internacional da Juventude, que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

PUB