Jogadores do Olhanense no mercado

Para convencer os adeptos que a crise não pode afetar as idas ao futebol, e para agradecer a dedicação que faz do Olhanense um dos clubes mais apoiados do país, o plantel principal saiu à rua para cativar ainda mais os adeptos.

In http://www.rtp.pt

Olhanense: todo o plantel esteve no mercado

Visita surpresa da equipa algarvia ao mercado… da cidade. Grupo recebido em euforia. Há quem promessa uma caixa cheia de peixe em troca da ida à Europa

Se é sócio ou adepto do Olhanense não se assuste com o título da notícia. Os jogadores do clube algarvio estiveram todos no mercado ¿ mas foi no de Olhão. Foi ao final desta manhã e tiveram oportunidade de conviver com compradores e vendedores, (quase) todos sócios e adeptos do clube algarvio.

«Já sou há uma série de anos sócio do Olhanense. Sou Olhanense do coração! Gostava que fossem a uma competição europeia», pediu João Manuel Próspero, que, assim que viu a comitiva romper na praça do peixe, saltou para cima da sua banca agitando uma bandeira do clube.

De imediato recebeu palmas dos jogadores e treinadores, com Jander e Fernando Alexandre a subirem também para cima da bancada.

José Manuel Próspero sonha com o Olhanense na Europa. E deixou uma promessa feita, caso tal seja conseguido. Para o autor do golo que garantisse o sonho e para todo o plantel. «Uma caixa de cavalas? Dava-lhe era uma caixa de pescadas e uma caixa de douradas¿ e dava mesmo de coração! Está a promessa feita. E de categoria! E um jantar para eles todos!», prometeu, acreditando que tal poderá ser uma realidade.

«Pelo que tenho visto a equipa jogar, acredito. Estou satisfeito. Agradecia que conseguissem isso pelo Olhanense e por Olhão», solicitou.

Na praça da verdura, Alexandrino Pereira Mimoso, sócio nº11 e desde 1944, já a caminho dos 87 anos e avô de Jorge Vale, jogador ligado ao Olhanense e que deverá ser cedido ao Louletano, não tem tanta esperança em competições europeias.

«Espero que o Olhanense fique na 1ª divisão. A Europa? Pode ser, mas não tenho muita fé. Até agora estamos bem mas quando chegar a altura de os jogadores se irem embora, em Janeiro (reabertura do mercado), vão-se os melhores e começamos a ir para baixo¿, é o costume. Mas era bom que fossemos à Europa», disse, depois de cumprimentar Daúto Faquirá.

Por Jorge Anjinho

In http://www.maisfutebol.iol.pt

 

No mercado de Olhão pede-se a Europa aos jogadores

Após o treino desta manhã, o plantel do Olhanense e respectiva equipa técnica, liderada por Daúto Faquirá, deslocaram-se ao mercado municipal de Olhão, onde conviveram, dialogaram, posaram para as fotografias e distribuíram autógrafos pelos simpatizantes dos rubro-negros. O objectivo da visita é cativar as pessoas a encherem as bancadas do Estádio José Arcanjo.

Tendo em conta que a paixão pelo futebol é grande em Olhão, os adeptos estão entusiasmados com o início de campeonato.

Sem derrotas nas primeiras três jornadas, os sócios sonham com uma presença na Liga Europa.

«Somos olhanenses de coração e estamos a torcer pela equipa, pois acreditamos numa campanha à nossa imagem. Gostaríamos e sonhamos com a equipa na Europa», ambicionam os rubro-negros.

«Agradecia que lutassem por esse objectivo pela cidade de Olhão», incentivam os adeptos. Um sócio prometeu muito peixe para os profissionais. «Se o objectivo for cumprido, ofereço uma caixa de pescada e outra de dourada para um jantar de categoria.»

O treinador Daúto Faquirá não escondeu que estas iniciativas são «importantes», servindo as mesmas para «retribuir o apoio dos adeptos, dado que a subida e a permanência na Liga deve-se e muito aos olhanenses», até porque, os adeptos não marcam golos, mas «o apoio ajuda a galvanizar os atletas», considera o treinador.

Já o médio Fernando Alexandre, sempre muito afável, fez questão de mostrar que está sempre activo, dentro e fora do campo. «No mercado sou mais forte que os meus companheiros», gracejou depois de subir ao palanque para pousar para a fotografia com um sócio.

Sobre o desejo dos sócios, Fernando Alexandre apenas prometeu dedicação. «Europa? Não prometemos, apenas muito trabalho e esforço.»

Um dos reforços, Luís Filipe mostrou-se satisfeito com a iniciativa. «A empatia que existe entre os jogadores e os adeptos é muito importante para o clube ficar mais perto das pessoas.»

Por João José Pedro

In http://www.abola.pt

In http://www.abola.pt
In http://www.abola.pt
In http://www.abola.pt
In http://www.abola.pt
In http://www.abola.pt
In http://www.abola.pt
In http://www.abola.pt
In http://www.abola.pt

 

 

Comentários

Veja também

FICLO traz cinema e literatura lado a lado em Abril a Olhão

Decorre de 4 a 13 de Abril de 2019, em vários espaços da cidade de ...