Igreja Matriz de Olhão e Capela de Nossa Senhora dos Aflitos são monumentos de interesse público

O anúncio de retificação para a classificação como monumento de interesse público (MIP) da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário e Capela de Nossa Senhora dos Aflitos, em Olhão, foi publicado na semana passada em Diário da República.

O prazo de pronúncia dos interessados decorre até 28 de fevereiro.

A Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário e a Capela de Nossa Senhora dos Aflitos localizam-se no centro histórico de Olhão, tendo a primeira pedra do templo sido lançada a 4 de junho de 1698, no reinado de D. Pedro II.

Já a Capela de Nossa Senhora dos Aflitos, anexa à Igreja Matriz, teve origem num ossário que depois foi transformado em oratório e, posteriormente, em capela. O culto ao Senhor Jesus dos Aflitos é bastante forte por parte da comunidade piscatória olhanense.

Alguns dos critérios a que obedece esta proposta de classificação como MIP, cujo processo teve início em 1998 por um grupo de cidadãos olhanenses, são, de acordo com o parecer da diretora regional da Cultura, “o interesse do bem como testemunho simbólico ou religioso de uma comunidade que a ergueu para afirmar a sua independência face à freguesia de Quelfes; o valor estético e técnico do bem, assim como a sua conceção arquitetónica; o interesse do bem como testemunho notável de vivências ou factos históricos da comunidade piscatória devota de Nossa Senhora do Rosário e de Nossa Senhora dos Aflitos e a extensão do bem e o que nela reflete do ponto de vista da memória coletiva, como lugar identitário da freguesia de Olhão”.

Comentários
PUB

Veja também

Igreja Matriz de Olhão renova Certificado de Excelência do TripAdvisor

A Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário de Olhão voltou a obter em 2018 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB